Lesões, Saúde, Treinamento Físico

Doutor, posso voltar a treinar?

Olá Pipow!!

O texto de hoje é uma homenagem aos impacientes! (Confesso que já estive entre eles).

Os impacientes recebem o “sim” do médico com mais ansiedade do que o “sim” do amor da vida deles, eles só querem saber de uma coisa: “Doutor, posso voltar a treinar?”

E aí o médico diz sim!! E eles vão para o treino com a aquela vontade de treinar por todos os dias que estiveram em repouso! E acham muito absurdo quando a dor volta. Você se identifica com isso?

O fato é que uma vez que passamos pelo processo de lesão somos obrigados a adormecer o atleta destemido e acordar o sábio, rei da paciência. Por mais que várias lesões tenham protocolos de tempo de melhora, esse tempo é relativo e as variáveis humanas tornam ele diferente para cada um.

Uma dica que eu posso dar é pensar que depois de uma lesão você deve recomeçar e não continuar de onde parou. Achar que vai voltar para o treino com o mesmo ritmo de antes da lesão assim que o médico te liberar é o que mais causa frustração e chances de retorno da dor.

Quando nos lesionamos somos obrigados a mudar tudo. A dor nos obriga a fazer repouso, nossas capacidades físicas deixam de ser treinadas e nosso corpo se adapta a isso, perdemos força, resistência, potência. Em muitos casos tomamos remédios que trazem efeitos colaterais. Mudamos nossa alimentação. Mudamos nossa postura porque a dor obriga nosso corpo a achar uma posição mais confortável. Nossa mente se confunde e a impaciência nos deixa com sentimentos de frustração. Enfim, é uma avalanche de ações que devem ser pesadas no retorno.

Se diante desse novo cenário você exige que seu corpo retorne de onde parou é mais que óbvio que você terá respostas distoantes dele. Ele não é mais o mesmo corpo, precisa reaprender, readaptar e se fortalecer para chegar ao ponto de pré lesão ainda mais forte, senão outra lesão vai acontecer.

Nessa hora a dica que eu posso dar é: Paciência!!

Difícil né? Mas tenha empatia pelo seu organismo, não exija dele algo que ninguém pode entregar. Comece do zero, ensine novamente os movimentos de forma estável para o seu corpo, ganhe capacidades físicas lentamente como qualquer ser humano e então retorne ao esporte confiante e seguro de que seu corpo sabe exatamente o que está fazendo.

Muitos profissionais podem te ajudar nesse roteiro de retorno ao esporte. Não tente fazer isso sozinho porque muito facilmente sua mente de atleta destemido te sabota e te coloca a ponto de uma nova lesão.

Dá uma olhadinha no vídeo que fiz respondendo a pergunta de um amigo que sofre desse mal (ciclo lesão e re-lesão)!

Abraços a todos e até o próximo post!